Buscar
  • João Oliveira

Mães e a fotografia


Todos os anos comemoramos o dia das mães, ocasião que gera, na contemporaneidade, uma avalanche de publicações nas redes sociais, o que possibilita ver uma enorme quantidade de imagens fotográficas sobre a relação de mães e filhos, indo das selfies às fotos dos álbuns de família. Mãe as vezes é tudo igual, como diria o dito popular; mas nem sempre.




Hoje, as mães aparecem nas fotografias, estampando aquela boa lembrança de carinho e amor. Mas é interessante saber que nem sempre foi assim nas ocasiões de fotografar mães e filhos. A "Hidden mother photography" ou "Fotografia de mãe oculta" foi um gênero fotográfico, existente no decorrer do século XIX, que surgiu em virtude da limitação técnica da fotografia, pois o tempo de exposição das imagens devia ser muito longo. Altas velocidades do obturador eram quase impossíveis na época.


O interessante dessas imagens é que, para que as crianças ficassem paradas e fosse possível fazer a fotografia, as mães precisam estar presentes para tranquilizar as crianças. Na maior parte das vezes, as mães eram cobertas com panos para não aparecerem no retrato que seria tirado apenas da criança. O fato é que o enquadramento costumeiramente adotado incluía a mãe coberta de tecido na cena.






Outra curiosidade muito interessante é a relação de grande parte das mães com a criação de memórias afetivas através das imagens fotográficas. Boa parte das imagens presentes nos álbuns de família são tiradas pelas mães, principalmente após o processo de democratização da fotografia. Já parou pra pensar como os registros da infância são importantes?







Aqui está o exemplo de uma fotopintura, prática de criação de imagens através da junção da imagem fotográfica como base para a pintura, que tenta reproduzir uma fotografia. Processo muito comum no nordeste, era usado para criar memórias afetivas familiares. Em muitas fotopinturas, podemos ver a relação de mães e filhos.


#Referências


Existem diversas produções muito poéticas sobre esse universo da maternidade. Escolhemos três autores para mostrar a vocês:


1 - Série "Family" - Ken Heyman



O fotógrafo americano, em parceria com a antropóloga Margaret Mead, produziu imagens incríveis em diversos países sobre a relação de mães e filhos por volta dos anos 1960. São fotografias que mostram o afeto existente entre as mães e suas crias.




2 - "Nascer" - Lela Beltrão





A fotógrafa brasileira consegue produzir registros extremamente poéticos dos partos humanizados. A fotógrafa já expôs no Louvre e lançou o livro "Nascer" trazendo imagens de um dos momentos mais marcantes na vida de qualquer mãe.




3 - Tony Luciani e sua mãe



O artista visual encontrou na fotografia uma forma de construir uma ponte com sua mãe de 92 anos. Ele aborda o amor, a passagem do tempo e o todo o processo que vem em decorrência da Doença de Alzheimer. Um trabalho lindíssimo, divertido e que nos mostra o poder da relação entre mãe e filho. Segue o vídeo da palestra no qual o artista fala um pouco sobre o trabalho, é emocionante!





Gostou do conteúdo? Compartilhe com sua mãe, filha/o e amigos! Que nós possamos ver e fazer ainda mais fotografias dessa relação única que existe entre mãe e filho/a!



© 2018 Margem Hub de Fotografia - Natal | Brasil

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon